Qual é o melhor material didático para ensino bilíngue?

Qual é o melhor material didático para ensino bilíngue?

É comum observarmos escolas realizando esforços para, gradativamente, aumentar e valorizar o tempo de imersão do aluno em língua inglesa. Atitudes como a inclusão de mais aulas na carga horária, a realização dos chamados “Projetos bilíngues”, a oferta de aulas de inglês complementares no período oposto ao de aulas e, mais recentemente, a opção por um ensino bilíngue. Todas estas ações refletem uma preocupação válida e justificável de que a formação integral do aluno estará comprometida se ele não estiver apto a se comunicar no chamado idioma universal e, com isso, portanto, tiver seu acesso aos conteúdos e oportunidades em um nível global de mundo.

A escola, ciente desta missão, busca uma forma possível de cumpri-la e que esteja alinhada ao seu projeto pedagógico, à sua concepção de educação e à sua realidade. É precisamente neste ponto que temos visto um aumento da procura por materiais didáticos bilíngues que possam ser utilizados pelas escolas para nortear o trabalho com o ensino bilíngue. Para além de um livro didático, ao pensarmos em ensino bilíngue é imprescindível considerarmos que estamos falando de experiências no novo idioma, pois são estas, efetivamente, as que levarão os alunos ao uso do inglês, à apropriação, à fluência. Um livro didático isolado, portanto, mostra-se insuficiente para atender ao propósito de envolver os alunos nas atividades que os levarão a se comunicarem em inglês.

A solução para este dilema pode estar em um sistema de ensino bilíngue que traga aos professores e à escola um leque amplo do universo de experiências que os alunos podem ter de imersão na língua inglesa e, por consequência, resultar em um aprendizado efetivo e definitivo.

Um sistema de ensino bilíngue precisa responder a algumas exigências, dentre as quais podemos destacar uma como ponto de partida: a abordagem interdisciplinar. É esta abordagem que permitirá que os alunos aprendam de forma contextualizada com os temas que eles estão estudando nas demais disciplinas, nos projetos da escola e que estão intimamente relacionados à sua realidade. Além disso, vale notar o quanto ele “roteiriza” os acontecimentos em sala de aula, dando espaço (ou não) para a criatividade do professor e para as especificidades de cada grupo de alunos. Um terceiro aspecto é relativo aos conteúdos, que devem refletir uma concepção de ensino-aprendizagem da língua inglesa como algo não restrito a programas nivelados ou sequências capituladas da aquisição das habilidades.

O melhor material didático para ensino bilíngue é aquele que atende a três critérios:

  • Tem uma abordagem interdisciplinar

 

O inglês será a língua utilizada para a realização das atividades. Os alunos se comunicarão em inglês para buscar soluções para os desafios propostos, para revisitarem, explorarem e ampliarem seus conhecimentos nas diversas áreas. Os temas que nortearão as atividades devem basear-se nas referências nacionais para cada ano da educação básica. A fluência virá a partir do uso feito do idioma e do contato contínuo proporcionado pelos momentos de imersão e suas interações.

 

  • Ir além de um livro didático


E o livro didático ir também além de si mesmo, ou seja, que ele traga espaço para que o aluno ilustre seus pensamentos, registre ideias, caminhos percorridos, desafios superados. Que o livro didático seja parte de um todo maior que, pautado pelo lúdico, englobe momentos dinâmicos, movimento, arte, jogos e toda a complexidade que é típica de cada etapa escolar.

 

  • Ser flexível


A flexibilidade do material didático para o ensino bilíngue é o que possibilitará que a escola o adote, conforme as particularidades da sua grade curricular, do seu quadro de professores, do seu grupo de alunos e, principalmente, da sua visão de educação.

 

O objetivo do ensino bilíngue é proporcionar ao aluno todas as oportunidades que o levarão à capacidade de se comunicar em inglês e, a partir daí, abrir as suas portas, seus horizontes, seu mundo. A escola deve incluir o ensino bilíngue no seu projeto pedagógico se a sua missão ocupar-se da formação integral (intelectual, social e emocional) do aluno e de prepara-lo para uma sociedade que demanda cidadãos ativos e autônomos.

Tags: Material Didático Bilíngue,
Compartilhar nas redes sociais: